Os primeiros 10 dias de governo Bolsonaro

Os primeiros dias do governo de Bolsonaro tiveram mais escorregões que acertos.

Os erros e acertos da primeira semana do novo presidente

Os primeiros dias de Jair Messias Bolsonaro na presidência da republica do Brasil foi conturbada e cheia de controversas.
Apesar de alguns acertos, vale ressaltar que o novo governo tem dado bons tropeções logo no inicio do mandato, o que vem atraindo críticas da oposição e desconfiança de boa parte de seu próprio eleitorado.

O apoio a Rodrigo Maia
É importante começar sobre o apoio do PSL – partido de Jair Messias – à candidatura da presidência da Câmara de Rodrigo Maia. Começar por esse assunto dá corda para puxar todo o resto.
Ao contrário do que era de se esperar de um partido que reuniu forças nas últimas eleições com o clamor popular pela mudança e até mesmo pelas próprias críticas do presidente à velha forma de fazer política, o PSL oficializou o apoio de Rodrigo Maia, do DEM, à presidência da Câmara.

Rodrigo Maia é velho conhecido, parceiro de Michel Temer, investigado por lavagem de dinheiro e corrupção na Operação Lava Jato.
Segundo Bolsonaro, o apoio à candidatura de Maia é puramente com o interesse de fazer passar pela Câmara a tal Reforma da Previdência que o ex-presidente da republica encaminhara.

Tal ação, no entanto, bate de frente com as declarações do partido e do próprio Jair; que fizeram intensa campanha contra as alianças à personalidades e partidos corruptos. Mas é compreensível que o apoio venha devida a necessidade de haver um “meio de campo” com outros partidos e fazer a Reforma realmente ser aceita.

Bolsonaro chegou a dizer em entrevista ao SBT que “Reforma boa é a Reforma que passa”. Em partes Jair tem razão. Melhor uma Reforma fraca que Reforma nenhuma. Porém, existem outras pessoas que estarão na Câmara que poderiam tentar articular uma Reforma mais justa para todos os brasileiros, incluindo o Deputado Federal Kim Kataguiri (DEM), uma das lideranças do Movimento Brasil Livre (MBL) – que apesar de ter apoiado a candidatura do atual presidente da republica, não teve reciprocidade em sua candidatura para Presidir a Câmara.

O baile dos privilegiados
Ainda sobre a Reforma da Previdência, o atual governo tem se posicionado sobre como as mudanças afetarão os militares: o Ministro-chefe da Secretaria do Governo, Santos Cruz afirmou recentemente que: “Militares, policiais, agentes penitenciários, Judiciário, Legislativo, Ministério público possuem características especiais, que têm de ser consideradas e discutidas”. O problema é que abrindo mão da inclusão de militares na Reforma, abre-se precedente para muitos outros cargos privilegiados pularem fora também – o que faz a medida ser quase que completamente contraprodutiva; e como sempre, quem paga a conta é o contribuinte.

Caos no Ceará
Depois que o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), decidiu – depois de quatro anos de gestão – que deveria fazer a limpa em presídios do estado, acabando com regalias entre facções criminosas, e prometendo fazer jogo duro contra celulares e armas nas celas; bandidos começaram uma verdadeira ação terrorista em Fortaleza e cidades do interior do estado.

Santana pediu ajuda federal para intervir – o que foi prontamente atendido por Bolsonaro e Sérgio Moro, o novo ministro da Justiça.

Mídias alternativas como o MBL questionam se isso não seria uma tática proposital do PT: criar caos para que seja forçada uma intervenção militar; fazendo com que a votação da Reforma da Previdência ficasse congelada enquanto a ação durasse.

Nova presidência da Caixa
Pedro Guimarães, o novo presidente do Banco Caixa começou o ano com algumas polêmicas.
Primeiro disse que quem for da classe média não mais poderá ter desconto para crédito habitacional, como o Minha Casa, Minha vida.
Na prática, quem estiver dentro do padrão terá juros de mercado, fazendo com que o banco lucrasse mais a longo prazo.
“Para quem é classe média, tem que pagar mais, ou vai buscar no Santander, no Bradesco e no Itaú.”, ressaltou.

As polêmicas não terminaram por aí, a Caixa ainda determinou cortes milionários na verba de times de futebol e campeonatos estaduais que tinham patrocínio do banco. Cerca de 25 clubes terão os contratos finalizados agora em 2019.
Só no ano passado, a Caixa gastou mais de 190 milhões de reais com o futebol.

As mamatas televisivas
Bolsonaro também anunciou que a verba destinada para propaganda nos canais de televisão aberta sofreria um grande corte, fazendo com que todas as emissoras recebam exatamente o mesmo valor, independente de sua audiência ou público.
A emissora que mais perderá com isso é a Rede Globo de Televisão.

Apesar de anunciar uma medida tão diferenciada como essa, o ministro Santo Cruz disse que a emissora EBC, conhecida como “TV Lula” não será extinta – embora tenha sido uma das promessas da campanha de Bolsonaro.
A emissora é uma das centenas de estatais criadas nos governos petistas. Desde sua criação, a emissora EBC já sugou mais de 4 bilhões de reais dos cofres públicos.

Privilégios e mais privilégios
Recentemente Rosell Mourão, filho do Vice-presidente Hamilton Mourão subiu de cargo no Banco do Brasil, se tornando assessor.
O cargo, além de ser de alta confiança, tem um salário de 36 mil reais.
Mourão-pai teve ainda que se explicar com o presidente Bolsonaro sobre a nomeação do filho. A explicação é que o mesmo tem mérito próprio, sendo que entrou no BB através de concurso publico e sua carreira lá dentro chega a quase duas décadas, sendo que onze desses anos foi na Diretoria de Agronegócios do banco.
Rosell não teria subido de cargo anteriormente por perseguição política.

Verdade ou não, fato é que um novo governo – que se elegeu desafiando os antigos marajás da política – colocando-se em posição de novidade e declarando ser diferente das políticas anteriores (que já conhecemos bem), precisa não só ser bom, mas parecer bom.

Não duvido que o filho de Mourão tenha suas qualidades e até que seja um excelente profissional, mas um novo governo exige novos exemplos – e isso deve ser dado a qualquer custo. Esses detalhes mostram o tom de moral que um governo honesto deve ter.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s